Precursores do Espiritismo

Loading...

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

A TABOA E O JEQUITIBÁ

Próximo à beira de um lago, erguia-se alto e imponente jequitibá (flanelogravura 1), árvore frondosa, de tronco bem forte, uma das maiores da floresta. Este jequitibá era muito orgulhoso e fazia pouco caso das árvores menores, rindo com desprezo das plantinhas humildes.

A seus pés, próximo à beira do lago, havia uma pequena taboa, planta frágil que nasce à beira dágua (flanelogravura 2), longa e flexível e se dobra com o soprar do vento.

Dirigindo-se à taboa, disse o jequitibá:
- Que triste vida levas, tão pequenina, sempre à beira da água, vivendo entre rãs... Qualquer ventinho te dobra. Um passarinho, por menor que seja, ao pousar em tua haste, já te verga que nem bodoque*. Quanta diferença entre nós! A minha copada é imensa e as folhas tapam o sol. Quando ronca a tempestade, eu zombo dos ventos e me divirto cá do alto, a ver tuas dificuldades.
- Eu, porém, não me queixo e vou vivendo como posso, respondeu a taboa. Se o vento me dobra, em compensação não me quebra e, terminado o temporal, levanto-me direitinho como antes
- Pobre coitada, és digna de pena, murmurou com ar de desprezo o orgulhoso jequitibá.
Meses depois, na estação das chuvas, sobreveio certa noite uma forte tempestade. Raios, um atrás do outro, riscavam o céu, assustando as plantas e os animais da floresta. O barulho do trovão estremecia a terra. O vento ia destruindo tudo quanto se opunha à sua frente. (retirar flanelogravura 1)
A taboa, apavorada, curvou-se rente ao chão (substituir flanelogravura 2 pela 3) e ficou assim encolhidinha, até que a tempestade se acalmasse.
Uma fresca manhã de céu limpo sucedeu àqueles momentos de horror. Ergueu-se lentamente a taboa (novamente flanelogravura 2)e pôs-se a examinar os estragos causados pela tormenta. Avistou inúmeras árvores, antes altas e imponentes, agora tombadas, despedaçadas, por terra.
Entre elas, a taboa avistou surpresa o jequitibá (flanelogravura 4), caído no solo, com a sua colossal raiz a mostra.
Como gostasse de refletir, a taboa pôs-se a analisar o acontecido, chegando à conclusão de que... os grandes e poderosos são mais fáceis de tombar...
(BASEADA NA FÁBULA “O ORGULHOSO” DO LIVRO “FÁBULAS” DE MONTEIRO LOBATO).
*BODOQUE - ATIRADEIRA, ESTILINGUE, FUNDA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário