Precursores do Espiritismo

Loading...

terça-feira, 25 de outubro de 2011

A FÓRMULA MÁGICA


Pedrinho estava muito atento à leitura do livro.
– Foi um grande achado, uma obra rara! falava o menino consigo mesmo.
Havia fórmulas mágicas para quase tudo: para crescer depressa, para ficar mais inteligente, mais gordo ou mais magro, mais valente... Esta, sim, interessou muito a Pedrinho. Ele queria ser como um Super-Herói.
O menino saiu à procura dos ingredientes da fórmula mágica.
· 200 gramas de açúcar
· 100 gramas de pó branco
· um punhado de folhas verdes picadas
– Tudo muito fácil, falou Pedrinho. Açúcar? É só apanhar na despensa. Folhas verdes? Há muitas no jardim. O pó branco... Ah! sim, a mamãe tem uma gelatina incolor que deve servir.

Fig.1-
Pedrinho juntou tudo, colocou numa panela com água e fez foguinho no quintal para não ter que dar explicações à mamãe. E alguns momentos depois:
– Tudo pronto! A fórmula está perfeita. Agora é só...
Pedrinho parou pensativo:
– Será que vai dar certo?... Acho melhor fazer primeiro uma experiência, falou Pedrinho com os olhos no Mimi, o seu gatinho travesso. Será que ele vai beber? Mimi é meio enjoado. Já sei. Vou colocar um pouco dessa mistura no leite do Mimi e ele nem vai perceber.
Pedrinho falou e fez.

Fig.2
Ao entardecer, o menino percebeu que Mimi estava diferente, meio triste e parado. “Será efeito da fórmula? Vamos aguardar” - pensou Pedrinho.
Duas horas depois Mimi estava visivelmente doente, com os olhos meio fechados e sem forças para manter-se de pé. Pedrinho começou a ficar aflito. Tentou animar o gato, chamá-lo para brincar... mas nada acontecia.
– É, não tenho outro jeito senão contar tudo à mamãe - falou Pedrinho.
Fig.3-
Enchendo-se de coragem, o menino contou à mãe o que fez. D. Marta examinou a situação: o açúcar e a gelatina não fariam esse mal, mas as folhas verdes... algumas são venenosas.
Pedrinho foi ao jardim tentar lembrar-se das folhas que usou. D. Marta assustou-se. Pegou Mimi e correu para o veterinário. A vida do gato estava em perigo.
Mimi ficou internado na clínica para tratamento. Pedrinho ficou muito triste.
Numa manhã, o veterinário telefonou para D. Marta avisando que Mimi não precisava mais ficar na clínica, podendo voltar para casa.
– Conseguimos salvar sua vida - disse o veterinário ao despedir-se de D. Marta e de Pedrinho.

Fig.4-
Retornando à casa o menino correu ao esconderijo das suas aventuras e logo entregou à mãe o livro das fórmulas mágicas. Não desejava mais fazer nenhuma daquelas brincadeiras.
A vida é muito importante!

Nenhum comentário:

Postar um comentário