Precursores do Espiritismo

Loading...

terça-feira, 18 de outubro de 2011

HARMONIZAÇÃO - UM CAMINHO DA PAZ INTERIOR

Todos nós sabemos das dificuldades de aprender quando estamos tensos, angustiados ou dominados por uma forte emoção. Ao contrário, nossas possibilidades mentais parecem ampliar-se e, de fato ampliam-se, quando estamos tranqüilos.
E´ importantíssimo que o coordenador dos encontros compreenda o fenômeno emoção. O “Novo Dicionário Aurélio” assim define emoção: “reação intensa e breve do organismo ao lance inesperado, a qual se acompanha de um  estado afetivo de conotação penosa ou agradável”. A emoção é, portanto, um estado temporário de espírito. Tornando-se permanente, transforma-se em sentimento, bom ou mau. Por exemplo: a raiva é uma emoção. Cultivada permanentemente transforma-se no sentimento rancor ou ódio.
Tudo que atinge a emoção atinge o ser integralmente. As más emoções geram distúrbios emocionais, físicos e espirituais. As boas emoções  iluminam a vida, beneficiam todo o ser. Para termos boa saúde física e mental, temos que eliminar as emoções destrutivas e cultivar as emoções elevadas.
. Harmonização ao início da reunião
Os participantes, quaisquer que sejam suas idades, ao chegarem para a reunião, podem trazer preocupações do cotidiano, ou mesmo estar com a mente agitada por graves problemas ou emoções intensas, o que os impedirá de centrarem sua atenção nas atividades. Essas tensões prejudicam também  a  saúde física, emocional e espiritual que buscamos promover. E’ importante, assim, um momento de harmonização, de aquietação das emoções.
A harmonização pode ser favorecida por alguns meios, como por exemplo, canto; respiração ritmada; relaxamento muscular; ouvindo música tranquilizadora; ou assistir à projeção de “slides” ou vídeo com uma seqüência de imagens agradáveis e repousantes; estímulos auditivos como: barulho de água correndo, canto de cigarras ou de pássaros. São alguns minutos de busca da paz íntima, o que irá beneficiar todo o ser.
(Apostila Lar Fabiano de Cristo)


Nenhum comentário:

Postar um comentário